domingo, 16 de outubro de 2011

Paredes Descascadas

É chuva que eu quero. Eu quero morrer. Renascer. Sabe se lá mais o que. Já teve o cansaço de 200 anos? Tenho 220 anos. Tenho idade de criança. E eu falo tanto, falo asneiras, falo com as paredes, falo só e só eu fico. Falo com Deus, falo com todos. Falo de Deus, falo de todos.

Que poesia barata.

2 bolhas estouradas:

Taynná disse...

Nossa, que texto!
Estou absorvendo aqui... Poesia barata coisa nenhuma!
Você é ótima, parabéns!

Elania disse...

Geovanna. Menina, vc sabe q sabe escrever qualquer coisa e sair poesia das letras. viu. bj

Seguidores