domingo, 21 de agosto de 2011

É domingo, dia chato.


Sabe o ódio? É tudo amor ao contrário. E nesse momento, eu te digo que odeio. Tô odiando um bocado de gente. É amor revoltado. E no meio de tanto amor revirado me pego com saudades. Saudades docê. Saudades da sua compreensão, saudades do seu abraço, da sua cara de palhacinho sem graça. Mas quer saber, não me importo, saudades eu sempre vou ter. Ódio também, mas e o amor? Quem disse que ele dura? Ninguém sabe cuidar desse tal de amor. Eu, pra falar a verdade nunca aprendi. Acho que vou aprender a cuidar da minha vida, vou sair no lucro.

1 bolhas estouradas:

Elania disse...

Ah sei lá, me pegou bem nesse momento. Eu vou cuidar é da minha vida mesmo, esquecer a saudade que sempre fica aqui. Gostei :}

Seguidores