segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

The outburst

Um linha tênue entre o caos e a felicidade, choros bobos, risadas desnecessárias e momentos passageiros onde as emoções são superficiais. A razão e a solidão. Tão entrelaçados como um só. Queria poder viver mais. Sentir mais sem nem notar. Esquecer que aquilo tudo pode se acabar exatamente como começou. Um mistério. Uma bagunça onde poucos espectadores podiam ver, e ninguém sequer entender.

Muitas verdades sobre mim ainda irei aprender, mas o pouco que sei de mim posso afirmar que detesto verdadeiramente não saber o que estou sentindo.Não saber das minhas próprias reações ou das minhas ações, o desconhecido não me agrada. Não o meu desconhecido. Mas se não enfrentarmos o nosso próprio desconhecido o nosso próprio eu, quem poderemos enfrentar?

3 bolhas estouradas:

Lê Lovegood disse...

Ando pensando assim.

MaressaBrito disse...

AFFFFF GEO, adoooro quando vc escreve...
eh verdade. mas quem ve pensa que eh assim tao sentimental. kkkkk, zuando, vc eh sim :D
sauuahsasuhashusahu... teamo gata *o*

joaovieira disse...

ainnn, bem confuso mais é bem real
realidade, ainda nem sabemos quem somos, e bem fera seus texto, amor
amo muitoo ♥

Seguidores