quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Toca os sinos pequeninos..

Minha expressão não era a melhor de todas eu sabia. Mas se isso mantêm todo mundo longe.. Ótimo. A verdade era que eu odiava o Natal. Ninguém se lembrava do real motivo pro Natal e só servia pras pessoas gastarem o que não tem.
- Uvas ? - Minha tia velha me ofereceu com uma expressão feliz no rosto
- Não obrigado - Forcei um bom sorriso mas acho que não convenceu ninguém. Droga
- Brigou com o namorado não foi ? - Ela sugeriu com os olhos faíscantes.
- Não eu não tenho namorado. - Antes que ela pudesse abri a boca dei as costas pra ela e saí. Não me importava mesmo se eu estava sendo sem educação ou não. E novamente colocando a educação de lado saí daquela sala cheia de estranhos que diziam ser meus parentes e fui em direção ao meu quarto.
Era sempre assim, aquela história de Natal ser um dia feliz um dia de comunhão era um mentira. Uma bela farsa. Nunca conheci a magia do Natal e eu sabia porque. Porque não existia. Como eu já havia dito: Farsa. Olhei para minha janela encontrando aquelas belas casa cheias de pessoas felizes. Eu só queria entender aquilo tudo. Talves horas tenha passado ou apenas segundos mas eu definitivamente não podia continuar ali. Peguei a minha bolsa e fui em direção a janela. Eu fugira pela aquela janela inumeras vezes. Não era hoje quando todos estavam bebados e felizes que iam me descobrir.
Como eu esperava as ruas estavam mais do que desertas. Chegava ser estranho ver a cidade toda silenciosa 
daquela forma. Eu poderia parar e apreciar aquela estranha anormalidade mas estava com pressa. E ao menos pensando pra onde iria parei em frente aquela praça, cheia de enfeites natalinos e igualmente silenciosa. Fazia tantos anos que eu ia aquela lugar que era de se esperar que eu fosse sem ao menos pensar. Sentei no velho banco em frente as lindas árvores e esperei. Esperei pelo sinal de que natal não passava de uma bobeira e que no fundo daquilo tudo havia um significado maior. Aquilo era ridiculo eu sabia. Mas talves no fundo eu queria também poder sentir aquela alegria de natal que todos têm.
Não sabia se eles já estavam ali o tempo ou se havia acabado de chegar. Não importa, eles ao menos me notaram a minha presença e era mellhor assim. Era apenas um pai com seus filhos brincando de neve. Uma coisa que eu não via a tanto tempo que eu me esquecera o quanto era... o quanto era bom. Aquela atmosfera divertida onde todos estavam felizes de verdade. Uma familia de verdade. De repente a pequena garota puxara a blusa do pai dizendo que faltava apenas 5 segundos pra meia noite. E juntos eles fizeram a contagem regressiva numa ansiedade que posso assegurar ser quase ser desumana. Era lindo. Ver aquelas duas crianças pulando ao redor do pai desejando-lhe Feliz Natal. Deixando eles sozinhos virei as costas indo em direção a minha casa satisfeita com minha nova descoberta. Então era isso. Agora eu entendia. Talves para mim não passasse de um feriado comercial. Mas pra alguns havia algo maior. Para alguns aquilo fazia sentido. Para alguns afinal de contas havia magia.

ps: oooooooweeed *-* droga o natal me deixa uma besta rs. Ta, eu odeio o natal grr e daí ? Mas er, MERRY CRISTIMAS EVERYBODY *-*
Dedicação a Loh  e ao Gabriell por ter ajudado. E dedicação maior ainda pra MAAARI *-* Por que sem ela eu não entendia a magia do natal rs
beijos
geo.

5 bolhas estouradas:

. mari (: disse...

o meu natal foi mais magico com voce falando comigo no msn o dia todo.é foda encontrar alguem com quem eu me identifico tão rápido,eu amei o texto,e a dedicatoria pra mim. você é linda,geo.e eu nao te largo nunca mais *-* :*

''Tay' disse...

Ameii o texto,
Feliz Natal =P

bjus =*

Kamilla disse...

quem diria hein, geovanna entendendo o significado do natal,*-* q gracinha

HOHOHO Feliz Natal :D

Paula disse...

Como sempre LINDO!

Rafah G. disse...

GeoOOo sua peste estou com saudades!!
Grinch .(:

Beijo

Seguidores